terça-feira, 2 de junho de 2009

Roadie diz que Jimi Hendrix foi assassinado por empresário

Um antigo roadie que trabalhava com Jimi Hendrix, chamado James ‘Tappy’ Wright, afirma que a morte do guitarrista não foi um acidente, mas sim um assassinato. Wright conta em seu livro “Rock Roadie”, lançado recentemente, que a combinação de álcool e pílulas tomada por Hendrix foi dada conscientemente pelo empresário Michael Jeffrey.

Segundo o livro, Jeffrey teria interesse na morte de Hendrix por ser beneficiado por seu seguro de vida. Hendrix foi encontrado morto em um quarto do hotel Samarkand, em Londres, em setembro de 1970, sufocado pelo próprio vomito..
Jeffrey teria contado o crime para Wright em 1971, durante uma bebedeira. “Ainda consigo ouvir a conversa”, conta Wright em seu livro. Segundo Wright, Jeffrey teria dito que “estava em Londres com alguns amigos na noite da morte de Jimi. Fomos para o quarto de Monika [Dannemann, onde Hendrix estava], peguei um monte de pílulas e enfiei em sua boca, depois despejei algumas garrafas de vinho tinto garganta abaixo”.

O ex-empresário de Hendrix teria feito isso pelo fato do guitarrista estar pensando em despedí-lo. Jeffrey foi beneficiado com o seguro de vida do músico e recebeu cerca de US$ 2 milhões.(Rock OnLine)
Image and video hosting by TinyPic

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge