quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Nova música do Capital Inicial

Capital Inicial - O Lado Escuro da Lua




Sempre tem alguma coisa errada
Às vezes o que sobra é o que nos falta
Algo que não vemos não sentimos
Tudo que não temos mas nós fingimos

Eu quase fiz o que eu queria
Eu quase tive algo que eu podia
De novo esse quase, esse sempre, esse nada
Comigo nessa longa e tortuosa estrada

(refrão)
Correndo como um louco 
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

Copo meio cheio, copo meio vazio
O corpo só esquenta quando o ar é frio
Não quero me lembrar que não faz sentido
Nem me arrepender de não ter vivido

A vida é longa, a vida é curta
Quando todos falam e ninguém me escuta
Cegos que não sabem para onde vão
Aqui está mais um nessa multidão

(Refrão)
Correndo como um louco 
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

Eu tinha sede me deram gasolina
Não peço nada me dão menos ainda
Acho que não entendi direito 
A perfeição do imperfeito
Eu me queixo 
Eu me arrependo
Eu me revolto 
Eu me rendo
Querendo o que não podia ter sido 
Ser feito de aço e não de vidro

(Refrão)
Correndo como um louco 
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

De olhos fechados 
No meio da sua rua
Sonhando acordado 
No lado escuro da lua

http://www.vagalume.com.br/capital-inicial/o-lado-escuro-da-lua.html#ixzz29a3VLgUH

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge